Por que otimizar seu site? Quais impactos de uma página lerda? E o que outras pessoas e empresas já descobriram quando melhoraram sua velocidade? Se você precisava de fatos para se convencer – ou convencer alguém – a otimizar, aproveite os 14 fatos tweetáveis desse post.

Pra Amazon, 1s a mais no carregamento da página custa 1.6 bilhão de dólares por ano

A maior varejista americana descobriu uma relação direta entre faturamento e a performance de seu site (fonte).

O tráfego do Yahoo! aumenta 9% a cada 400ms de melhora na velocidade

Segundo estudos do próprio Yahoo em 2008. (fonte)

Usuários expressam mais agitação e stress em sites lentos, e precisam de 50% mais concentração

Além disso, já foi constatado até aumento de pressão arterial quando o usuário tem uma navegação lenta! (fonte).

NYTimes: você perderá clientes para seu concorrente se sua página for mais de 250ms mais lenta

Essa matéria do New York Times de Março/2012 fala que 250ms é o número mágico da vantagem competitiva na Web. (fonte)

71% dos usuários esperam que um site abra em seu celular tão rápido quanto no desktop.

Segundo a pesquisa What Mobile Users Want da Gomez/Compuware em julho de 2011.

Ao cortar 2,2s da landing page do Firefox, a Mozilla aumentou o número de downloads em 15%

No total, foram mais 60 milhões de cópias do navegador baixadas por ano. (fonte)

Um experimento do Google aumentou o carregamento de 0.4s para 0.9s. O tráfego de buscas caiu 20%

Nesse experimento, o Google aumentou o número de resultados de busca de 10 para 30, impactando em apenas meio segundo a performance. (fonte)

A Microsoft mostrou que 2s a mais de latência no Bing diminuíam o faturamento em 4,3%

O experimento ainda mostrou queda no número de buscas, nos cliques e na satisfação final dos usuários (fonte)

A expectativa de um comprador online em 2006 era de 4s para carregamento da página. Em 2010, 2s.

Segundo estudos da Forrester Consulting, com muitos outros dados. (fonte)

Um experimento da Caelum piorou o carregamento da página de 2s para 4s. Os pageviews caíram 28%.

Esse experimento fez o tamanho da página subir de 100kb para 300kb, aumentando o número de requests de 12 para 42, o que resultou em um crescimento no tempo de carregamento de 2s para 6s. Os impactos foram queda de 21% no tempo que os usuários ficam no Site, menos 28% pageviews e uma queda de 18% no conversion rate. (fonte)

Uma diminuição de 6s para 1.2s na página do Shopzilla aumentou as vendas em 12%.

Além disso, o número de pageviews cresceu 25% e a quantidade de servidores necessários pra rodar o site caiu pela metade. (fonte)

50% dos usuários mobile abandonam um site se ele não abre em até 10s. E 3 em cada 5 não voltam mais.

O crescimento do mercado mobile traz novos desafios. E os usuários são exigentes! (fonte)

Desde 2010, o Google considera a velocidade de carregamento dos sites no ranking de buscas.

Entre as diversas variáveis usadas no page rank, o Google incluiu também a velocidade das páginas. SEO é um outro excelente motivo para se otimizar! (fonte)

O Walmart descobriu que compradores viam seu site carregar 2x mais rápido que não compradores.

Ao analisar os visitantes que compraram algo e os que não compraram, eles descobriram que quem compra em geral viu um site mais rápido. A performance no Walmart.com está diretamente ligada ao bounce rate do site. (fonte)

Falo de performance e otimizações de Sites há algum tempo já. Tenho alguns artigos no blog da Caelum e palestras em diversos eventos, como esse meu keynote no QCon SP 2011. Divulgue esses fatos e, principalmente, faça algo por seu site e otimize-o já.

Tem mais bons links de otimizações web? Compartilhe nos comentários!